Luto por suicídio

Respostas e emoções

Perder alguém próximo provoca um grande sofrimento e desgosto. A perda de alguém que se suicidou origina muitas vezes diferentes respostas e emoções. O choque, o isolamento social e o remorso são grandes e o elemento da escolha levanta dolorosas questões.

Pode sentir algumas ou todas estas emoções:

Choque intenso
O choque e a incredulidade seguintes a uma morte deste tipo podem ser muito intensos. Um aspecto comum do luto são as imagens recorrentes da morte, mesmo que esta não tenha sido testemunhada. Encontrar o corpo pode ser outro acontecimento traumático e indelével. Há uma necessidade natural de rever vezes sem conta as assustadoras e dolorosas imagens da morte e os sentimentos por ela gerados.
Questionar-Porquê?
A perda de alguém que se suicidou envolve muitas vezes uma procura prolongada de uma explicação para o sucedido. Muitas pessoas, eventualmente, acabam por aceitar que nunca saberão realmente porquê. Durante a procura de explicações, os vários membros da mesma família podem ter diferentes ideias acerca dos motivos para o suicídio. Isto pode ser um factor de tensão nas relações familiares, particularmente quando está presente o sentimento de culpa.
Questionar-Poderia ser evitado?
É comum pensar como a morte poderia ter sido evitada e como o ente querido poderia ter sido salvo. Tudo pode parecer dolorosamente óbvio em retrospectiva. Os "se" parecem não ter fim. Reviver os acontecimentos é uma forma natural e necessária de lidar com o que aconteceu. Há estudos que sugerem que algumas pessoas que perderam alguém que se suicidou sentem mais remorsos, culpa e questionam-se mais do que as que perderam alguém de outra forma.
Abandono/Rejeição
Pode sentir rejeição. É comum sentir-se abandonado por alguém que escolheu morrer.
"Perturbou-me o facto de ele não ter falado connosco. Penso que todos sentimos raiva num determinado ponto. Pensamos: 'Como é que foste capaz de fazer isto?'".
Irmã de um suicida
Sentimentos e medos suicidas
O desespero é uma parte natural do processo de luto, mas após o suicídio de um ente querido a desesperança pode combinar-se com o medo/receio com a própria segurança. A identificação com o suicida pode ser uma ameaça para a segurança de uma pessoa. Pode sentir muita ansiedade e estar mais vulnerável a sentimentos suicidas.
Atenção dos media
Quando alguém morre por suicídio ou outras causas inesperadas, pode atrair o interesse público. O inquérito levado a cabo pelas autoridades atrai atenção sobre a pessoa que morreu, bem como sobre os seus familiares e amigos. A atenção dos media pode ser muito stressante para a família e amigos, principalmente quando a morte é relatada de uma forma insensível ou incorrecta.
Estigma e isolamento
As atitudes sociais face ao suicídio estão a mudar, mas ainda limitam o apoio disponível. O silêncio das pessoas pode reforçar sentimentos de vergonha, estigma e diferença. Se os outros ficam pouco à vontade, embaraçados ou fogem da questão do suicídio, pode sentir um isolamento intenso. As oportunidades para falar, recordar e celebrar todos os aspectos da vida e personalidade do ente querido podem ser negadas. A necessidade de protecção em relação ao julgamento dos outros também pode ser sentida.
Fonte: www.befrienders.org